Fernando Ciaramello propõe instauração de CEI para apurar questões que envolvem o setor de engenharia da prefeitura

Vereador ocupou a tribuna livre para abordar o assunto durante a 25ª Sessão Ordinária e recebeu o apoio dos demais parlamentares da Casa que fizeram uso da palavra na sequência

Publicado em: 05 de outubro de 2018

Indignado com questões que vêm abrangendo o setor de engenharia da Prefeitura de Charqueada o vereador Fernando Ciaramello (PSDB) propôs durante a 25ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada nesta terça-feira (02), a abertura de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para investigar o referido departamento. A iniciativa contou com o apoio dos demais parlamentares da Casa que fizeram uso da palavra na sequência: Professor Rogerinho (PPS), Naldo Davanzo (PTB), Dinho Morelli (PPS), Romero Rocca (PSDB), Vinícius Roccia (SD) e o presidente do Legislativo, Wilson Tietz (PPS).

 

Algumas das situações que motivaram a proposição desta CEI, de acordo com Ciaramello, envolvem suposta omissão de funções que competem aos engenheiros civis concursados da Administração Municipal, erros em projetos de obras que comprometem o envio de recursos conquistados por intermédio do governo estadual e federal e contratação de empresa terceirizada para a realização de ofícios que deveriam estar a cargo dos profissionais do mencionado setor.

 

“Charqueada é um município que tem poucos recursos, depende muito de convênios, verbas que vêm do governo estadual e federal; é assim que se reforma o lago, que se constroem escolas, creches, sempre mediante uma contrapartida (do município). E o fato é o seguinte: vem dinheiro por meio de algum deputado e nós temos que fazer determinado projeto; veio R$ 400 mil reais e o setor de engenharia da prefeitura tem que fazer o projeto conforme determina o setor de onde veio o dinheiro, para que possamos receber essa verba e realizar a obra no município. Mas chegou ao meu conhecimento que nós já perdemos mais de meio milhão de reais porque o dinheiro volta (à fonte de origem) por conta do setor de engenharia do Executivo que não faz o projeto, ou não sabe fazer”, relatou o vereador. “E a prefeitura tem usado o artifício de contratar uma empresa terceirizada para realizar esse tipo de trabalho; isso é um absurdo, é jogar o dinheiro público fora; se nós temos dois engenheiros que não ‘valem nada’ para a prefeitura, e tem que pegar o dinheiro do povo e pagar uma empresa, então os dois engenheiros devem ser mandados embora”, acrescentou.

 

Para Ciaramello a prefeitura está sendo omissa. “Mas eu não vou ser”, garantiu. Eu vou instaurar uma CEI e vou levantar todo o dinheiro perdido, vou responsabilizar (quem for preciso) e vou notificar o Ministério Público porque isso é uma vergonha”, afirmou.


Publicado por: Alinne Schmidt

Cadastre-se e receba notícias em seu email