Romero Rocca apresenta projeto de lei que visa adaptar novas Academias ao Ar Livre, brinquedos e equipamentos de lazer às pessoas com deficiência

Com a iniciativa, vereador evidencia inclusão social aliada aos benefícios físicos e psicológicos que envolvem a prática das atividades em questão

Publicado em: 02 de outubro de 2018

Partindo do princípio da inclusão social o vereador Romero Rocca (PSDB) apresentou na 24ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, que aconteceu na última semana, o projeto de lei do Legislativo nº 42/18, que determina que as novas Academias ao Ar Livre e os novos brinquedos e equipamentos de lazer instalados em praças públicas, ou em outros logradouros do município de Charqueada, sejam adaptados às pessoas com deficiência física.

 

De acordo com Rocca a ideia do referido PL surgiu a partir de um acontecimento presenciado pelo parlamentar. “Eu estava no Lago dos Biris com o meu filho e chegou no parquinho uma criança com deficiência física, ela era cadeirante. Eu notei que essa criança não tinha opção de brincar nos brinquedos disponíveis ali porque nenhum é adaptado”, comentou. “[...] E isso é algo tão pequeno, tão simples, eu tenho certeza que iria alegrar e satisfazer muita gente na cidade. Sei também que é o mínimo que a gente pode fazer, mas é importantíssimo que façamos”, ressaltou.

 

A propositura seguirá na Casa para apreciação dos vereadores e precisará ser aprovada em duas discussões; posteriormente, segue para o Executivo e se submeterá à sanção do prefeito Romeu Verdi (PSDB). Quando aprovada o município torna-se obrigado a disponibilizar opções adaptadas às pessoas com deficiência física para todos os casos especificados no PL.

 

Como consta na exposição da justificativa do projeto de lei, Romero Rocca destaca ainda que “está comprovado que a utilização de equipamentos adaptados (máquina de tríceps, máquina de supino vertical, máquina de remada sentada, máquina de abdominal, máquina twist, jogo de barras paralelas, máquina giro de punho e bicicleta de mão) contribuem de forma ímpar para a melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência, favorecendo a reabilitação física, postura, mobilidade e independência nas atividades da vida diária. Tudo isso somado aos benefícios diretos na melhora da autoestima, autonomia, além de promover a inclusão social desta faixa da população”.


Publicado por: Alinne Schmidt

Cadastre-se e receba notícias em seu email